5 dicas para deixar a calibragem dos pneus em dia

calibragem de pneus
3 minutos para ler

Pneus são componentes caros e fundamentais para a segurança de um automóvel, qualquer que seja a sua categoria. Toda alteração em suas características originalmente projetadas pode gerar não apenas desgaste excessivo como causar acidentes graves. Por essa razão, o tema calibragem de pneus precisa estar em primeiro lugar na lista de manutenção preventiva.

Para ajudá-lo a priorizar o tema na gestão da sua frota, listamos 5 dicas para deixar os pneus dos seus carros em dia. Vamos lá?

1. Fique atento à periodicidade

É difícil estabelecer um prazo fixo para a calibragem dos pneus, uma vez que isso varia de acordo com a rotina (e rodagem) do carro. No caso de veículos de frota, que costumam rodar bastante, o ideal é levá-los ao posto de gasolina, no mínimo, a cada 15 dias.

2. Consulte o manual do proprietário

Para saber os valores da calibragem dos pneus, o seu melhor amigo deve ser o manual do proprietário. Nele, você encontra as quantidades de libras que devem ser adicionadas, tanto para o veículo que roda muito cheio, quanto para aqueles que circulam mais vazios.

Caso você não tenha o manual de algum dos carros, procure pelas etiquetas que as montadoras colocam na carroceria. Geralmente, elas ficam posicionadas na tampa do tanque de combustível ou no batente de alguma das portas.

3. Calibre os pneus no momento adequado

Você sabe qual é a melhor hora para calibrar os pneus de um carro? Se você respondeu qualquer uma, saiba que não é bem assim! Para obter os valores reais, o ideal é ir ao posto logo que sair com o carro, rodando menos do que 2 quilômetros e em baixa quilometragem.

Isso porque o ar, quando aquecido, provoca uma expansão do pneu, o que contamina a calibragem. Ao recomendar os valores que estão explícitos no manual do proprietário, inclusive, a montadora leva em consideração a temperatura ambiente.

4. Inspecione o carro antes de sair

Embora tenhamos reforçado que a calibragem de pneus deve ser um procedimento frequente, é bom você orientar os seus motoristas a fazerem uma inspeção visual todos os dias antes de saírem com o carro.

Além da calibragem, essa verificação pode identificar problemas mais graves, como furos e amassados na roda, que podem obrigá-lo a levar o carro a um borracheiro antes de colocá-lo para trabalhar.

5. Prefira calibradores automáticos

Ainda que os calibradores automáticos já sejam aparelhos bastante difundidos, alguns postos dispõe do equipamento analógico. Para emergências, ele pode até quebrar o galho, mas esses equipamentos não têm o nível de precisão do modelo automático.

Com o aparelho mais moderno, você pode obter uma equalização perfeita dos 4 pneus do carro, conservando a borracha e garantindo o bom alinhamento do veículo. Isso contribui para a dirigibilidade e diminui o índice de acidentes por perda de controle do veículo.

Manter a calibragem de pneus em dia é uma maneira de garantir não só a durabilidade dos pneus, como também ajuda a melhorar suas finanças. Isso porque, pneus rodando em perfeitas condições, contribuem para a economia de combustível! Se você não sabia disso, aproveite para ler mais a respeito aqui em nosso blog!

Você também pode gostar

Deixe um comentário