O que levar em consideração ao realizar o gerenciamento de transportes?

gerenciamento-de-transportes
4 minutos para ler

Para muitos empreendedores, o gerenciamento de transporte em suas empresas é uma tarefa complexa, pois envolve fatores patrimoniais, recursos humanos, além de uma grande parcela de despesas. Essa dificuldade é ainda maior quando o ramo de atividade do negócio não é ligado diretamente ao transporte, mas depende dele.

Se esse é o seu caso, é hora de começar a mudar isso, tornando o gerenciamento de transporte mais simples e prático. Para isso, veja a seguir o que considerar ao fazer a gestão desse importante setor da empresa!

Qual a importância do gerenciamento de transporte?

O consumidor atual, acostumado a realizar suas compras e resolver seus problemas por meio da internet, está cada vez mais exigente e impaciente. Essa característica fica evidente quando o assunto é prazo e qualidade de entrega de mercadorias.

Diante disso, as empresas comerciais e industriais estão mais dependentes de um transporte rápido e zeloso com os seus produtos, a fim de evitar prejuízos e reclamações. O problema é que, normalmente, isso custa muito caro.

É aí que está a importância do gerenciamento de transporte. Quando bem feito, ele torna a logística do negócio mais eficiente. Ou seja, é possível conquistar melhores resultados utilizando menos recursos.

Quais os aspectos mais importantes no gerenciamento de transporte?

Agora que você compreendeu a importância de ter um eficiente gerenciamento de transporte, descubra abaixo os aspectos que mais contribuem para isso.

Patrimônio

No gerenciamento de transporte, os veículos e equipamentos são as ferramentas de trabalho mais importantes. Dessa forma, é imprescindível que o gestor cuide para que esse patrimônio alocado no transporte de mercadorias esteja sempre em boas condições.

Para isso, é preciso realizar manutenções preventivas de acordo com o programado, evitando que o veículo fique parado por muito tempo. Além disso, é importante acompanhar as suas despesas e a depreciação. Assim, é possível identificar quando os custos sobem e saber a hora de realizar substituições com o mínimo de gastos.

Powered by Rock Convert

Processos

Na maioria das vezes, um veículo sai da empresa carregado de mercadorias com variados destinos, prazos para entrega e cuidados demandados. Além disso, precisa ser abastecido adequadamente e seguir rotas mais eficientes.

Para não ter falhas e prejuízos, é preciso cuidar dos processos de entrega do início ao fim. A explicação para tanta importância está no fato de que a área de transporte pode afetar diversos indicadores da empresa, como margem de lucro, custos fixos e variáveis e obrigações fiscais.

Pessoas

A gestão de pessoas é uma tarefa complexa em qualquer ramo empresarial. No entanto, quem trabalha com transportes sabe que, nesse caso, a complexidade é ainda maior, por conta de muitos funcionários atuarem externamente. Isso dificulta a mensuração e o controle dessa mão de obra.

Para contornar essa dificuldade, é preciso cuidar da equipe, agindo com liderança e investindo em capacitação, com treinamentos constantes. Além disso, é fundamental implementar ferramentas que simplifiquem o trabalho e possibilitem acompanhar melhor os empregados.

Como a tecnologia ajuda no gerenciamento de transporte?

Uma empresa que ainda faz o seu gerenciamento de transporte de maneira manual está um passo atrás da concorrência. O empresário pode acreditar que está economizando, por não precisar adquirir softwares de automação. Porém, isso é um grande engano.

Atualmente, existem diversos programas que são capazes de acompanhar o patrimônio, os processos e as pessoas de maneira tão eficiente que os custos caem, principalmente por diminuir falhas e demandar menos esforços.

Além disso, esses programas interligam toda a empresa, aprimorando a gestão não apenas da logística, mas também da área comercial, fiscal e de pessoas.

Agora você deve ter percebido o quanto o gerenciamento de transportes é essencial para o sucesso de uma empresa, principalmente por envolver aspectos tão relevantes, como o patrimônio, os processos e as pessoas.

Quer aprofundar mais no assunto? Então descubra 7 dicas para gerenciar as despesas da frota da sua empresa!

Você também pode gostar

Deixe um comentário