Gestão de frota

Gestão de fornecedores: como ganhar eficiência para gerenciamento da sua frota?

abril 10, 2019
Tempo de leitura 3 min

O gerenciamento cuidadoso das atividades da sua empresa é um dos pilares para conseguir bons resultados. Na área de transportes, isso também significa fazer uma gestão de fornecedores eficiente, garantindo a competitividade tanto nos preços quanto na qualidade do atendimento.

Quer saber como escolher e controlar a sua carteira de fornecedores? Acompanhe, a seguir.

Fornecedor: importante elo na cadeia produtiva

Estabelecer parcerias para o funcionamento de um negócio é uma prática comum no mercado. O tipo de produto ou serviço será estabelecido de acordo com as demandas e a rotina. No ramo dos transportes, temos os motoristas, o combustível, a manutenção da frota — apenas para citar os principais.

Para o gestor, o parceiro ideal é aquele capaz de cumprir com os acordos fechados, corrigir possíveis erros e buscar formas de melhorar a qualidade. Em termos claros: oferecer soluções em vez de criar problemas.

Qualidade no fornecimento, qualidade no atendimento

São dois os parâmetros de qualidade principais que devem ser utilizados na hora de fazer uma gestão de fornecedores eficaz. O primeiro é no fornecimento, que diz respeito ao cumprimento de prazos e de entrega do que foi prometido. Um produto X comprado com prazo de entrega para 30 dias, por exemplo: se chegou em 40 dias já é problemático por conta do atraso. Pior ainda quando ele vem errado ou com alguma avaria.

Isso nos leva ao segundo item para avaliar: o atendimento. Como você e sua equipe são atendidos quando fazem alguma solicitação ou têm alguma dúvida? Às vezes, mesmo cumprindo com a primeira parte, alguns fornecedores falham na hora de lidar com o contratante. Recusas na resolução de problemas e falta de clareza na descrição de produtos ou serviços são alguns exemplos.

O ideal é encontrar uma empresa com a qual seja possível conseguir bons índices, tanto na prestação do serviço em si quanto no suporte prestado.

Gestão de fornecedores na área de transporte: dicas para o sucesso

Quer saber como administrar sua carteira de fornecedores com o mínimo de problemas? Siga estas orientações, a seguir!

1. Busque recomendações

Para encontrar novos fornecedores, invista em pesquisa e investigação. Peça recomendações para seus colegas e verifique a reputação (perfis em redes sociais, mecanismos de pesquisa e sites especializados). Entre em contato com sua distribuidora de combustíveis, converse, tire todas as sua dúvidas. Se você, já de início, não se sentir seguro, o melhor é buscar outras opções antes de contratar entre as líderes de mercado.

2. Acompanhe o mercado

Estabelecer longas parcerias com bons fornecedores é ótimo, mas não deixe de consultar o mercado em busca de inovações, tendências e até mesmo valores praticados e formas de pagamento — principalmente nos combustíveis, item essencial para qualquer gestor de frota. Essas informações são preciosas para garantir negociações vantajosas e justas.

3. Formalize os pedidos

Hoje em dia, a facilidade no contato pode levar à completa informalidade na hora de negociar ou fazer pedidos. Nunca abra mão de contratos ou termos de compromisso por escrito, estabelecendo o papel de ambas as partes. Assim, fica mais fácil acompanhar e avaliar o serviço prestado pela empresa.

4. Tenha sempre um plano B

Tornar-se dependente de apenas um fornecedor não é uma ideia muito boa. Caso ele falhe no atendimento, você pode ficar em uma situação muito complicada. O ideal é ter outras opções de contato sempre ativas, principalmente para agir em alguma emergência. Em casos específicos, como itens com maior dificuldade para acesso, procure alternativas viáveis para não comprometer a produtividade.

Nunca esqueça: antecedência é item essencial. Quando todos os pedidos são urgentes é porque faltou o planejamento. Logo, o risco de falhas aumenta de forma exponencial. Aproveite nossas dicas para a boa gestão de fornecedores e estabeleça os procedimentos internos para escolher e avaliar seus parceiros.

Gostou do conteúdo? Já que o assunto é o gerenciamento de contratados, não deixe de conferir nosso post sobre a otimização no pagamento a terceiros.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário