Gestão de frotas moderna: o passo a passo para alcançá-la

4 minutos para ler

Otimização, rentabilidade e controle. Essencialmente, esses são os três principais pilares de uma gestão de frotas moderna, em que a eficiência é uma prioridade máxima. No entanto, não são todos os gestores que sabem como conduzir essa modernização. Com isso, eles imobilizam o desenvolvimento operacional.

Para evitar que você faça parte desse grupo, elaboramos este post especial sobre o tema. Aqui, listamos as 5 principais etapas para sofisticar a sua gestão, empregando mais tecnologia, agilidade e monitoramento. Portanto, não perca tempo e embarque nesta leitura!

As 5 principais etapas para uma gestão de frotas moderna

Inteligência e tecnologia aplicada. Grosso modo, essas são as principais ferramentas do gestor moderno, que opta por automatizar o maior número de etapas em busca da produtividade máxima. Veja!

1. Contrate softwares automatizadores

Hoje em dia, existem plataformas para tudo, seja para a gestão dos abastecimentos, o controle da logística integrada, o monitoramento das unidades e muito mais! É nesse sentido que se torna importante a argumentação do gestor junto ao escalão administrativo da empresa.

Nesse sentido, é o seu papel conscientizar a todos, demonstrando os ganhos produtivos e financeiros com o investimento em tecnologia aplicada no cotidiano da frota. Como exemplo, citamos as economias conquistadas com a redução do consumo de combustível, a diminuição no número de infrações e a integração entre a cadeia produtiva.

Powered by Rock Convert

2. Invista em dispositivos rastreadores

Já aqui, não falamos apenas do rastreamento de carga, mas também das próprias unidades da frota. Atualmente, é fundamental que a sua empresa conte com uma estratégia sólida de proteção patrimonial, garantindo a segurança de todos os elementos da operação de transporte — a carga, o veículo e o caminhoneiro.

3. Monitore a conduta dos colaboradores

No fim das contas, a produtividade nada mais é do que o resultado de um grande esforço colaborativo, em que várias pessoas se unem para alcançar certos objetivos. É com isso em mente que a gestão moderna investe pesado no monitoramento de conduta, incentivando as boas práticas e coibindo as transgressões, como a negligência no trânsito e o desvio de recursos da empresa.

4. Valorize a importância da roteirização

Previsibilidade, antecipação e eficiência: eis as três principais qualidades da roteirização. Caso ainda não a conheça, saiba que se trata de uma prática de planejamento prévio, em que o gestor define os melhores trajetos a serem percorridos pelos funcionários, privilegiando as condições mais importantes para a circunstância da operação, como menor tempo de entrega, maior segurança, menor consumo e afins.

5. Dedique atenção ao controle operacional

Porém, como pode imaginar, o trabalho do gestor moderno não se interrompe depois das suas ordens iniciais. É função desse profissional continuar em cima de seus funcionários, examinando todas as estatísticas e informações que recebe ao longo do dia. Atualmente, isso pode ser facilitado com o uso de aplicativos para controle de frota.

Por fim, ainda vale lembrar da importância da capacitação da equipe de motoristas. Eles são os braços técnicos que garantem o sucesso da operação nas estradas. Por conta disso, é fundamental que eles dominem técnicas e conceitos de defesa pessoal e condução defensiva.

Você gostou deste post esclarecendo as etapas para uma gestão de frotas moderna? Então, aproveite o embalo para conferir outro artigo relacionado a esse tema, entendendo o impacto do planejamento de rotas sobre o consumo de combustível!

Posts relacionados

Deixe um comentário