Gestor de frotas: quais são as habilidades indispensáveis a esse profissional?

7 minutos para ler

Como você já deve imaginar, o gestor de frotas é um profissional cuja ausência desestabilizaria a logística de qualquer empresa. Para ter sucesso em sua profissão, ele precisa nutrir algumas características e habilidades. Pensando nisso, neste artigo, listamos algumas que são essenciais para o alto desempenho na função.

Nosso artigo é uma leitura obrigatória tanto para um gestor de frota que quer aperfeiçoar o seu exercício profissional quanto para os contratantes de uma empresa, que precisam identificar o melhor candidato a assumir a vaga em questão. Continue a leitura e torne-se referência no gerenciamento de frotas! Vamos lá?

Afinal, o que faz um gestor de frotas?

O gestor de frotas é o profissional responsável por fazer o gerenciamento dos veículos que atuam no processo logístico da empresa. Ele lidera a equipe, desenvolve, aplica e monitora a frota. Assim, é preciso que seja uma pessoa muito dinâmica, que saiba atuar com o gerenciamento de pessoas e que tenha know how na área.

As metas do segmento de logística, inclusive a redução de custos com combustível, a manutenção, as multas e a otimização no tempo de entrega são de responsabilidade do gestor de frotas. Por isso, ele deve conhecer bem o processo para construir estratégias aderentes ao perfil do negócio.

Quais são as habilidades fundamentais?

Na posição de gestor, é primordial que o profissional tenha habilidades de liderança. Esse cargo é responsável por tomadas de decisões importantes para o desenvolvimento do negócio. Por isso, é preciso ter postura de dono e assumir riscos. Afinal, situações de conflito e que demandam respostas rápidas e eficientes são comuns no gerenciamento de frotas.

Tratando-se dessas características, há de se valorizar a capacidade que esse gestor terá em expandi-las ao tamanho da operação. Quanto maior a quantidade de decisões, relatórios, negociações, funcionários e veículos, maior a responsabilidade sobre os ombros desse profissional. Por consequência, as suas habilidades deverão ser ainda mais refinadas e flexíveis.

Confira abaixo as principais características para exercer essa função com alto desempenho!

Comunicação

As falhas de interpretação são algumas das maiores causas de atrito entre funcionários. Esses ruídos podem acontecer de todas as maneiras — seja ao transmitir um tom de voz errado, um pedido deslocado ou qualquer outra ocasião que gere desconforto involuntário. Um bom gestor de frotas sabe se comunicar, pois entende a importância em ser claro, objetivo e transparente. A boa comunicação agiliza os procedimentos, alavanca a eficiência e harmoniza as relações de trabalho.

Para otimizar a qualidade da comunicação, é interessante que o gestor invista em treinamentos, não somente para o seu desenvolvimento, mas também para o do seu time. As barreiras de comunicação são resultados de diversos fatores, como físicos, culturais, geográficos, tecnológicos e, principalmente, psicológicos. Trabalhar a comunicação não violenta, a interpretação textual e a inteligência emocional é essencial para a fluidez dos processos.

Disciplina

Essa característica tem uma justificativa bastante básica no mundo corporativista: coerência. Um gestor consciente sabe que deve exigir disciplina e dedicação de seus funcionários. Ocupando uma posição de destaque, ele também reconhece que é visto como um exemplo. Por esse motivo elementar, o gestor deve ser disciplinado, pontual e comprometido!

Não raramente, ocupar um cargo de gerência significa atravessar situações difíceis, tal como repreender, orientar ou delegar tarefas a um colaborador. Afinal, entende-se que um funcionário poderá não acatar as ordens de um superior desmoralizado, o que implicará queda de eficiência de toda a operação.

Powered by Rock Convert

Know how

Ter conhecimentos sólidos sobre o segmento de gestão de frotas é essencial para um desempenho satisfatório na função de gestor. É preciso ter vivência nas rotinas produtivas desse departamento para ter agilidade no desenvolvimento de soluções e evitar que o negócio caia em equívocos simples, por exemplo.

Outro ponto importante é estar atento às novidades que surgem no mercado, como soluções tecnológicas. Aliar a expertise à inovação é uma prática que costuma render impactos positivos ao negócio. Por isso, acompanhe as notícias do segmento em sites, blogs e participe de eventos do setor.

Imponência

Um personagem imponente é aquele que se destaca em seu meio e, dessa forma, conquista a devida reverência e o respeito dos seus pares. Sendo assim, o gestor de frotas precisa ser capaz de transmitir a sua posição de maneira respeitosa, empática, mas sobretudo, contundente!

O indivíduo não ocupa esse cargo pelo acaso da aleatoriedade, mas sim por ser diferenciado, a ponto de suportar e lidar com todas as responsabilidades inerentes a profissão. É necessário sempre lembrar que um gestor, para ser referência no que faz, deve também ser um líder reconhecido pelo seu time. Somente assim ele consegue influenciar e engajar os liderados para alcançar as metas.

Negociação

Gerenciar frotas é sinônimo de muitos “cabos de guerra” e concessões. Um gestor competente precisará dispor de uma boa capacidade de negociação. Com a devida frequência, deverá contratar serviços e selar acordos fundamentais para gerir as contas no final do mês.

Essa virtude em um gestor de frotas será aproveitada em absolutamente todas as frentes do setor: negociando convênios de combustível em postos, analisando e fechando valores para a manutenção coletiva da frota, alinhando custos com as seguradoras, entre outras situações semelhantes.

Organização

Os profissionais desse setor precisam lidar com uma grande quantidade de dados. Em um breve resumo, eles são encarregados de todos os detalhes inerentes à manutenção, ao abastecimento, ao carregamento, à burocracia e ao deslocamento de todos os veículos da empresa. Sendo assim, a organização e o planejamento são tão cruciais a um gestor de frotas quanto o ar para a nossa respiração.

Uma gestão sem essas características será marcada por desvios, vazamentos, queda de produtividade, além de uma eventual falência. O gerenciamento sobre esses pilares também é uma forma de garantir o foco nos resultados. Essas boas práticas são essenciais para conseguir fazer o controle eficiente dos dados da sua gestão de frotas.

Como se preparar para o cargo de gestor?

Para toda função estratégica para o negócio, é essencial ter resiliência, pois as tomadas de decisões partem dos gestores. Assumir um cargo de maior responsabilidade é resultado de trabalho duro, além de estudo e dedicação. Uma forma para se preparar é conhecer o seu perfil comportamental para identificar os pontos que você precisa se desenvolver.

Como você pôde perceber, o gestor de frotas completo terá, inevitavelmente, as características de um líder! Trata-se de um profissional que centraliza muitas responsabilidades e que deve contar com uma mente afiada para tomar as decisões mais acertadas.

Para aperfeiçoar ainda mais o controle da sua operação, leia o nosso post sobre gestão do pagamento do frete e aprenda a agilizar o pagamento a terceiros!

Você também pode gostar

Deixe um comentário