Como fazer o licenciamento de caminhão de forma eficaz? Veja!

4 minutos para ler

O gerenciamento de entregas abrange muitas etapas, sendo o licenciamento de caminhão uma delas. Gestores e caminhoneiros autônomos precisam estar atentos para que o veículo possa circular de forma regularizada.

É importante entender como licenciar o veículo para não cometer erros e enfrentar problemas futuros. Confira a seguir tudo que você precisa saber sobre o tema!

O que é o licenciamento de caminhão?

O CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) é o documento que autoriza o motorista rodar com o veículo por todo o território nacional. Este documento concedido pelo Detran (Departamento Nacional de Trânsito) é obrigatório e sua emissão é responsabilidade do dono do caminhão.

O licenciamento deve ser renovado anualmente e, apesar de sofrer alterações conforme o estado, o valor médio para emissão é de R$100.

Por que o licenciamento é importante?

Conduzir sem CRLV é considerado uma infração gravíssima que gera sete pontos na carteira, multa e apreensão do veículo que está irregular. Mas ele não deve ser visto apenas como mais um encargo a ser pago no ano. Separamos 3 motivos que mostram a importância do documento.

1. Facilita a venda do caminhão

Dos fatores que influenciam a compra de um caminhão, destaca-se o custo de depreciação do veículo e se existem débitos a serem pagos do antigo proprietário. O licenciamento garante que a venda não vai gerar despesas inesperadas ao comprador e facilita a negociação para realizar a venda.

2. Permite a transferência de propriedade do veículo

A transferência da propriedade do caminhão só poderá ser realizada com o licenciamento em dia. Não transferir a titularidade — por ter restrições para emissão do CRLV — é desaconselhável, já que qualquer infração futura continuará sendo veiculada ao proprietário antigo.

3. Facilita fechar mais negócios

O licenciamento garante que o caminhão não será retido na estrada, o que poderia atrasar entregas e até causar prejuízo com a perda de cargas perecíveis. Por isso, muitas empresas conferem o status do CRLV antes de fechar contratos com caminhoneiros autônomos ou transportadoras.

Como emitir o documento corretamente?

Para realizar o licenciamento você pode comparecer no Detran portando documento de identidade, Renavam ou número da placa do veículo e comprovante de pagamento da taxa de emissão do CRLV. Este processo também pode ser realizado pelo correio, com acréscimo de R$11 para monitoramento do envio.

Antigamente era preciso retirar o documento no Detran, mas nos últimos anos os estados estão adotando a possibilidade do motorista imprimir o documento em casa ou baixar a versão digital (CRLV-e).

Quais cuidados tomar?

Para realizar o licenciamento de caminhão é preciso estar com multas, IPVA e DPVAT em dia, caso contrário não será permitida a emissão do documento. Além disso, quando o proprietário do veículo tem restrição judicial, administrativa ou penal o licenciamento também não será permitido.

Evite surpresas, pesquise a situação do CPF ou CNPJ antes de dar entrada no processo de licenciamento. Além disso, faça uma busca no Detran do seu estado para verificar se existem multas pendentes no seu nome.

O calendário para licenciamento varia conforme o número da placa do veículo, fique atento às notícias para não perder a data.

Como vimos, o licenciamento de caminhão não é um processo complicado, pelo contrário. Ele deve entrar na rotina anual da gestão de frota ou do caminhoneiro, para garantir que as entregas aconteçam sem prejuízo.

Curtiu o conteúdo sobre licenciamento de caminhão útil e quer entender mais sobre ações que fazem parte do gerenciamento de entregas? Curta nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades do setor.

Posts relacionados