Logística verde e reversa: entenda quais são as diferenças!

4 minutos para ler

O mundo mudou, felizmente, e a preocupação com o meio ambiente tem ganhado destaque na discussão pública de forma crescente. Com isso, a logística verde e reversa estão se tornando pontos de grande importância nas empresas.

Entender como funcionam e porque são fundamentais para um negócio é o ponto de partida para colaborar nas mudanças globais e garantir que a empresa tenha uma vida longa no mercado. Boa leitura!

Afinal, o que é logística verde e reversa?

Sustentabilidade é um tema em alta no mundo e que gradativamente ganha espaço no setor de logística das empresas. Os consumidores estão mudando de perfil, 87% dos brasileiros já declaram que preferem comprar de empresas sustentáveis. Por isso, praticar uma logística sustentável é fundamental para quem quer se manter bem posicionado no mercado.

A logística verde e reversa são duas atividades preocupadas com o meio ambiente, mas não são a mesma coisa. Enquanto a segunda está preocupada em dar tratamento aos resíduos e produtos que a indústria produz, a primeira se preocupa em ações antes mesmo destes resíduos entrarem no mercado. São práticas diferentes, mas que andam de mão dadas.

Quais são as principais diferenças entre elas?

A logística verde abrange um conjunto de atividades e posturas em todos os processos de logística que antecedem a produção e a entrega de um produto. O foco é gerar menos impacto no meio ambiente com uma produção limpa.

Para isso, é preciso criar um planejamento estratégico que esteja preocupado com a sustentabilidade. Algumas ações da logística verde são: o uso racional dos recursos, a redução da dependência de combustível fóssil na frota e uma logística de transporte preocupada em reduzir a emissão de carbono, por exemplo.

Powered by Rock Convert

Já a logística reversa é o pensamento responsável pelos produtos gerados na indústria, como embalagens, materiais químicos. Ela é uma parte da logística verde com foco em dar atenção aos produtos mesmo quando já foram entregues.

Faz parte da logística reversa o recolhimento de manterias para reciclagem, o descarte correto de itens poluentes como óleos lubrificantes, pneus, baterias entre outras ações. Algumas empresas criam seu próprio projeto de logística reversa, outras participam de projetos coletivos, para facilitar a dinâmica da empresa.

Por que ambas são importantes?

Desde 2010 alguns setores são obrigados por lei a praticar uma logística mais sustentável. Mas manter-se em acordo com a legislação não é o único motivo para adotar logística verde e reversa na sua transportadora.

Práticas sustentáveis trazem economia! Ao planejar o uso mais adequado dos recursos há uma redução de desperdício e de aquisição de materiais. Com maior conscientização dos colaboradores o uso responsável de materiais também reduz os custos da empresa no fim do mês.

Além disso, as ações sustentáveis criam uma imagem mais consolidada e aumentam a reputação da empresa perante o mercado, atraindo e fidelizando os clientes. Ou seja, a logística verde e reversa gera impacto direto no lucro do negócio.

Como você pode notar, a sustentabilidade não é apenas uma tendência, mas um fator primordial para se manter competitivo e sobreviver no mercado.

Logística verde e reversa são temas essenciais aos negócios, então é importante manter-se atualizado. Por isso, assine agora mesmo a nossa newsletter para receber todas as nossas novidades direto no seu e-mail.

Posts relacionados