Passo a passo: saiba como escolher o óleo para motor diesel!

óleo para motor diesel
5 minutos para ler

No cotidiano das frotas, um dos pontos mais importantes é a manutenção dos caminhões. Afinal de contas, é papel do gestor garantir a durabilidade desses veículos, protegendo a produtividade da operação. Por isso, elaboramos este conteúdo especial sobre o óleo para motor diesel.

Neste material, você acompanhará as principais curiosidades sobre o assunto, entendo o uso de produtos diferentes em cada motorização, além de saber como fazer o processo de escolha em apenas quatro etapas. Agora, acomode-se na sua cadeira e descubra mais sobre o tema!

Os tipos de motores a diesel

Em um primeiro momento, é importante entender porque existe uma linha de óleos específica para os motores a diesel. Diferentemente dos outros veículos à combustão, alimentados pela gasolina ou pelo etanol, os conjuntos a diesel não contam com as famosas velas de ignição.

Isso acontece por uma questão de engenharia de projeto. O diesel é um combustível altamente reativo e, assim que é injetado dentro da câmara de combustão, já consegue exercer uma explosão imediata. Por conta disso, as faíscas das velas não são necessárias nesses motores.

Essa maior reatividade é positiva para os veículos que precisam exercer um torque explosivo, com muito poder de arranque. Percebe? Esse é o caso dos caminhões, que precisam tracionar uma massa gigantesca para entrarem em deslocamento. Mas, mesmo entre esses motores, existem divisões. Veja!

Linha leve

Os motores da linha leve são, basicamente, aqueles que equipam a maioria dos veículos utilitários em nosso mercado, como as caminhonetes, os SUVs, os pequenos caminhões, os micro-ônibus ou as vans. Normalmente, a potência desses conjuntos não costuma ultrapassar 250 cavalos, além de serem facilmente encontrados em configurações de 4 ou 6 cilindros.

Linha pesada

Como o nome sugere, esses são os motores brutos, que equipam a maior parte dos caminhões e dos veículos pesados do país. Por serem muito maiores, conseguem proporcionar ainda mais potência e torque. Esses conjuntos podem alcançar mil cavalos, equipando ônibus, máquinas agrícolas, tratores de construção civil, caminhões, carretas e afins.

Powered by Rock Convert

As 4 etapas na escolha do óleo para motor diesel

No fim das contas, é muito importante reconhecer a categoria de caminhões que você possui na frota, já que os motores da linha pesada exigem um cuidado ainda maior na seleção dos óleos adequados. Afinal, esses motores operam em condições extremas de estresse, sob altíssima temperatura, pressão e movimento, dependendo ainda mais das qualidades dos fluidos lubrificantes. Agora, vamos ao passo a passo!

1. Verifique a composição

A primeira dica prioriza a qualidade química desse produto, ou seja, identificar todas as propriedades positivas que esse óleo tenha em sua composição. Alguns exemplos de bons aditivos são os anticorrosivos, antiespumantes, antioxidantes e detergentes.

2. Leia as especificações

Então, você deve voltar a sua atenção para as características do óleo, que devem respeitar a sugestão indicada no manual do veículo. O primeiro ponto é avaliar o tipo de fluido em função do ambiente de uso, escolhendo entre óleos para os períodos de inverno, verão ou mistos, que são os multiviscosos, capazes de se adaptar às variações térmicas do cenário externo.

3. Analise a classificação

Feito isso, você deve avaliar a construção química do óleo, que pode ser mineral, sintética ou semissintética. A melhor opção sempre será a mais sofisticada, a sintética, pois foi desenvolvida especialmente para atender às exigências operacionais do motor a diesel.

Mas o preço acompanha a sua sofisticação, sendo a alternativa mais cara. Ainda assim, vale a pena investir nessa reposição, pois o uso de produtos de alta qualidade consegue entregar o melhor desempenho possível à máquina, enquanto protege do desgaste, evita o atrito, resfria o motor e prolonga a durabilidade.

4. Acompanhe os testes de qualidade

Hoje em dia, a melhor ferramenta das empresas na promoção de seus produtos é investir na publicidade daquilo que é bom. Por isso, é muito importante que você confira os testes de performance desses óleos, reconhecendo as certificações que o produto obteve em testes controlados.

No fim das contas, a reposição do óleo — com um produto de qualidade, respeitando os períodos indicados pela montadora — é o método mais básico e eficaz na proteção da vida útil dos seus caminhões, reduzindo o índice de manutenções corretivas e aumentando a produtividade da frota.

Gostou deste conteúdo falando sobre o óleo para motor diesel? Então não perca a oportunidade de continuar mergulhado no tema, conferindo o nosso artigo especial sobre a importância da análise do combustível!

Você também pode gostar

Deixe um comentário