Placa preta: o que é, quais são os requisitos para ter e como solicitar?

4 minutos para ler

A placa preta foi criada a partir de uma lei em 1998. Você já deve ter visto alguns automóveis circulando com esta placa, mas eles não são muitos, pois ela é concedida em condições específicas para veículos de coleção. A boa notícia é que além de carros, motos e caminhões também podem receber o item.

Para entender tudo sobre o tema, as vantagens do item e descobrir se o seu veículo se enquadra para receber a placa preta, continue a leitura!

O que é a placa preta e para que ela serve?

A placa preta é um recurso que surgiu para distinguir os automóveis antigos, dando-lhes status de item de colecionador. A conquista da placa funciona como forma de valorização do bem que terá valor de revenda maior do que um modelo do mesmo ano que não esteja conservado ou com itens autênticos.

Além disso, a placa é uma forma de realização pessoal para o proprietário. É um orgulho ser visto atrás do volante de um veículo em excelente estado de conservação que mostra ter sido muito bem cuidado ao longo da vida.

Para o gestor da frota, a placa de colecionador pode ser usada como estratégia na roteirização de transporte, deixando os veículos de coleção da frota para entregas exclusivas de itens raros, por exemplo. Isto pode abrir um novo nicho de atendimento.

Quais são os requisitos para conseguir?

Segundo o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) para que um automóvel possa estar apto a obter a placa preta é preciso:

  • ter sido fabricado há mais de 30 anos;
  • conservar as características originais de fabricação;
  • integrar uma coleção;

O estado de preservação do carro ele precisa estar com 80% dos itens e peças originais. Sobre o veículo fazer parte de uma coleção isso não quer dizer que você precisa ter mais de um veículo, mas sim ser afiliado a um clube de colecionadores.

Além da associação garantir que o seu veículo é um item de coleção, são os clubes que certificam a autenticidade do seu automóvel. Após uma vistoria presencial, que pode ser mais ou menos criteriosa dependendo do clube, é gerado o Certificado de Originalidade, documento imprescindível para conseguir a tão sonhada placa preta.

Mas fique atento, apenas clubes reconhecidos pelo DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) podem emitir este certificado. Pesquise com cuidado antes de se afiliar e tirar certificado por algum clube!

Como solicitar para o seu veículo?

Qualquer tipo de veículo pode requisitar a placa, seja carro de passeio, moto ou caminhão. Como vimos, o primeiro passo é retirar o Certificado de Originalidade do veículo. Depois deste processo você deve procurar o Detran do seu estado para verificar a lista de documentos necessários para dar entrada no pedido da nova placa.

Se tudo estiver correto, no novo documento a espécie do automóvel vai mudar de “passageiro” para “coleção”. Desde 2019 a FBVA (Federação Brasileira de Veículos Antigos) lançou uma plataforma online que facilita o processo para retirar a placa.

O que muda com o Mercosul?

Com a chegada da Placa do Mercosul a tradicional placa preta será substituída por uma versão de fundo branco e código alfanumérico na cor prata. Essa mudança não agradou nem um pouco os colecionadores que se manifestaram em abaixo-assinado liderado pela FBVA.

A alegação é que a nova forma da placa não distingue com clareza os veículos de colecionadores quanto a anterior. A discussão ainda deve render até a entrar em vigor as alterações do Código Brasileiro de Trânsito em abril de 2021. Vamos acompanhar!

Como você viu, ter um veículo de coleção não é um bicho de sete cabeças, quem já cuida bem do automóvel passará pelo resto do processo com tranquilidade.

Para ficar a par das notícias, saber como fica a placa Mercosul e a placa preta nos próximos meses com as mudanças de legislação, siga-nos no Facebook e LinkedIn e não perca as novidades.

Posts relacionados