Planejamento de frota: aprenda a fazer agora!

planejamento de frota
4 minutos para ler

Quem trabalha com logística na área de transportes sabe que o planejamento de frota é uma das atividades mais delicadas no processo. Sem uma organização eficiente, veículos funcionando corretamente e motoristas bem treinados, fica difícil cumprir prazos e manter a competitividade do valor do frete.

Estabelecer processos e investir na melhoria das ações auxilia tanto nas operações quanto na conquista e fidelização da clientela — dois itens fundamentais para aumentar os negócios e deixar a concorrência para trás.

Quer saber como fazer uma gestão eficaz desse setor? Confira nosso passo a passo no artigo a seguir!

Elabore uma lista com todos os veículos

Você saberia dizer qual a estrutura de logística da sua empresa? Quais os tipos de veículo, modelos, rotas de cada unidade e quantos quilômetros foram rodados? Para elaborar o planejamento de frota, o primeiro passo é fazer uma lista de itens para a identificação dos automóveis (modelo, placa, roteiros, motoristas, consumo).

Este procedimento, além de essencial para saber qual a estrutura de atendimento possível, é igualmente importante para uma análise completa da situação atual: capacidade de negócios, gastos (totais e com cada veículo) e produtividade. Assim, é possível encontrar falhas que impedem o negócio de crescer, além de descobrir onde investir e quais são os diferenciais competitivos.

Monitore os gastos de cada automóvel

Com a rota devidamente identificada, passe a monitorar os gastos de cada unidade da frota, incluindo combustível, consertos, troca de fluídos, entre outros. Analise o impacto das rotas nessas despesas, estabelecendo uma média de consumo por veículo.

A partir dessas informações torna-se mais fácil obter o preço do frete e pensar em formas para melhorar a prestação de serviços, além de permitir um controle eficaz para manutenção.

Faça uma planilha de revisões preventivas

Outra atividade envolvida no planejamento de frota é o agendamento para a manutenção preventiva. Ter um veículo funcionando plenamente melhora a performance, diminui as emergências (problemas mecânicos/elétricos) e aumenta a valorização na hora de troca ou revenda.

Por isso, acompanhe de perto e cumpra o período estipulado para a conferência ou troca de sistemas, peças e execução de serviços. Afinal, é melhor (e mais barato) prevenir do que remediar.

Adote soluções para melhorar o planejamento de frota

Existem muitas maneiras para facilitar a rotina e contribuir para o funcionamento do setor de logística. Investir na automatização de processos permite que o gestor se concentre em projetos de melhoria, em vez de estar focado apenas na resolução de problemas.

Existem meios de pagamentos especializados que facilitam o abastecimento e o pagamento de pedágios, diminuindo estresses com perdas, roubos, furtos de dinheiro e cobranças de notas para o reembolso.

Realize treinamentos com os motoristas

De um lado do planejamento de frota, o gestor. Do outro, enfrentando as demandas da rotina na estrada, os motoristas. Não deixe de investir em cursos e treinamentos específicos para quem está ao volante.

A valorização do profissional auxilia em diversos aspectos: melhorando a produtividade, diminuindo problemas pelo mau uso dos veículos e a incidência de problemas na direção, até mesmo contribuindo com soluções para as questões logísticas (veículos, rotas e segurança). Afinal, ele sabe melhor do que ninguém quais as demandas práticas para a melhor execução das suas tarefas.

Com esse passo a passo ficou bem mais simples para elaborar o planejamento de frota dentro da sua empresa. Aproveite cada informações, personalize de acordo com a realidade do seu negócio e promova melhorias constantes.

Quer saber mais sobre como a tecnologia pode auxiliar na gestão de frotas? Conheça agora 3 aplicativos para qualquer gestor desse setor!

Você também pode gostar

Deixe um comentário