Saiba como funcionam os meios de pagamento especializados para transporte

4 minutos para ler

O recebimento pelo serviço prestado ou produto comprado é a base de qualquer transação de mercado. Porém, já pensou como funcionam os meios de pagamento especializados para a área de transportes? Ou ainda: o que eles podem fazer pelo seu negócio, com o objetivo de facilitar a gestão da frota?

Para conhecer as principais — e melhores — modalidades disponíveis, o funcionamento de cada uma e os benefícios de investir no seu uso, não deixe de conferir o artigo que preparamos especialmente para você!

O que são meios de pagamento especializados para transporte?

Todo gestor de frota deve contar com ferramentas que permitam melhorar a produtividade, meios seguros que garantam a qualidade do serviço prestado e a economia nas contas da empresa. Reduzir o consumo de combustível é essencial para manter os preços competitivos e a liderança no mercado.

Os meios de pagamento especializados para transporte são soluções criadas para realizar — e administrar — as compras de combustível, frete e pedágio para empresas dos mais variados setores e portes.

Com eles é possível ter acesso a cartões específicos para cada tipo de gasto, fazer o controle do seu uso e, ao eleger a tecnologia mais eficaz, reduzir o risco de fraudes na hora de abastecer.

Como cada um deles funciona?

A base de qualquer boa escolha está na informação. Nesse caso, significa saber como cada um dos meios de pagamento para transportes funciona. Separamos, a seguir, os principais, com base na tecnologia de empresas que são referência nos setores de transportes e de combustíveis no Brasil, para melhor compreensão dos benefícios e funcionamento.

Abastecimento

Como diz o próprio nome, ele monitora e registra — de forma automática, vale destacar —, a quantidade e o valor do combustível, além da quilometragem do veículo. Assim, é possível saber se a rota foi obedecida, evitando desvios e perda de combustível.

Para campos, minas e parques industriais existe uma solução específica que controla toda a cadeia de utilização da empresa, incluindo uma unidade móvel para facilitar o abastecimento de máquinas estacionárias (tratores, guindastes etc.).

Vale-pedágio

Adiantar o valor do pedágio costuma ser um processo complexo, já que envolve possíveis extravios, roubos e furtos, além de perdas do troco em grande escala. O acesso a um vale-pedágio auxilia as operações por permitir a gestão remota, entre a liberação sob demanda e o gerenciamento por veículo, motorista e centro de custos.

Cartão Frete

Facilitar o pagamento do frete — no caso de motoristas terceirizados — é outra tarefa que pode beneficiar empresa e parceiros a partir do uso de meios de pagamento especializados.

A utilização do Cartão Frete permite programar recebimentos e permitir ao motorista o uso para pagamento de contas, boletos e recargas de celular, sem a necessidade de ter uma conta bancária.

Quais os benefícios na gestão e otimização de frotas?

O primeiro — e mais claro — benefício é a facilidade na gestão. Ao investir em meios de pagamento especializados dá para estabelecer e acompanhar indicadores de gestão de frota, essenciais para identificar problemas e melhorar os resultados.

A partir da maior transparência obtida com soluções automatizadas é possível buscar formas de economizar sem comprometer a qualidade.

Por fim, ao aderir a tecnologias que permitem o controle com o mínimo de interferência humana seu negócio reduz riscos de perdas e erros no repasse de informações, o famoso efeito telefone sem fio, diminuindo igualmente os gargalos dos processos administrativos.

Esperamos que nosso artigo tenha ajudado a entender mais sobre o funcionamento dos meios de pagamento para a sua frota — e conhecer alguns dos seus benefícios.

Que tal ter acesso a outras informações e materiais que melhorem ainda mais a produtividade da gestão de frotas? Assine nossa newsletter!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-