Saiba quais são os 4 principais sistemas de armazenagem

4 minutos para ler

A armazenagem é um dos procedimentos mais relevantes para a logística de uma empresa. Ela garante que as mercadorias fiquem guardadas de maneira organizada, até que sejam levadas para outro ponto. Logo, influencia a gestão de transporte. Após saber isso, é importante compreender que existem vários sistemas de armazenagem.

Eles se adaptam às demandas de diversos segmentos comerciais, com propriedades distintas entre si. Portanto, conhecer as principais ferramentas é indispensável para escolher qual é a melhor opção para o seu caso.

Para que você não fique com dúvidas, este material reúne os melhores sistemas de armazenagem para você investir no seu armazém. Confira a seguir.

O que são sistemas de armazenagem?

São soluções que apresentam equipamentos e ferramentas com o intuito de armazenar, organizar e identificar mercadorias em um depósito. O melhor sistema é aquele que reduz custos e agiliza a entrega de produtos.

Existem soluções que utilizam métodos e funcionalidades diversas, mas todos têm o mesmo propósito, que é de melhorar os resultados do negócio, promovendo competitividade, rendimento e eficiência.

Para que serve um sistema de armazenagem?

Esse sistema tem o poder de integrar diversos departamentos da companhia e simplificar o controle de processos. Por isso ele é tão importante em uma empresa, pois gerencia toda a cadeia logística: mercadorias, distribuição e encaminhamento.

Por fim, há a expedição. O despacho do veículo segue uma rota predeterminada até o destino, o que pode ser concluído de primeira (quando há apenas um pedido) ou dar continuidade à etapa.

Quais os 4 principais tipos de sistemas de armazenagem?

Conheça as modalidades de armazenamento mais populares e eficientes do segmento logístico.

1. Sistema de Armazenamento WMS

WMS é a sigla de Sistema de Gestão de Armazenagem, é um dos mais usados atualmente. É um software que utiliza recursos de automação para a empresa. Com ele, é possível checar espaços livres e ocupados, divisões, inventários, movimentações etc.

Em geral, ele funciona por meio de códigos de barra, etiquetas especiais ou QR Codes. Nesse programa, ocorre uma integração natural entre a aplicação e os equipamentos tecnológicos. A inovação se torna realidade, garantindo que os processos sejam executados com eficiência — sem erros grotescos.

2. Porta pallets convencional

É composto por estruturas metálicas, ordenadas em fileiras e com corredores entre elas. Tem posição fixa e toda a movimentação é idealizada em torno desses componentes. Nesses itens metalizados, há um local para armazenar consolidados (separação de várias mercadorias, de um ou mais clientes) na forma de pallets.

De forma menos comum, é possível armazenar itens soltos, como grandes peças de metal. Os itens são ordenados em fileiras ou colunas, conforme o modelo de organização e padronização adotado na empresa.

3. Estantes de armazenamento

As estantes são parecidas com o porta pallets. A diferença é que se adapta a diversas demandas. Parcialmente de madeira ou metálicas, suportam cargas leves e pesadas.

Elas ficam em corredores e recebem mercadorias de todos os tipos e tamanhos. O diferencial é que podem ser empilhadas em cada espaço de armazenamento, o que ajuda muito na hora de movimentar quantidades elevadas.

4. Flow rack

Na modalidade flow rack, as prateleiras são inclinadas, para que os caixotes deslizem com facilidade. Geralmente confeccionados em metal, esses equipamentos são usados na estocagem de produtos pequenos e leves.

Como definir o sistema ideal para a empresa?

Para “bater o martelo”, é preciso considerar todas as demandas e necessidades do seu negócio, a fim de identificar as modalidades que oferecem mais vantagens. O principal motivador é a otimização de recursos (tempo e dinheiro). Você, gestor logístico, pode optar por mais de um sistema a fim de expandir e inovar suas atividades. Basta analisar todos os detalhes para fazer as melhores escolhas como foco na segurança em armazéns.

E então, já decidiu quais sistemas de armazenagem pretende implementar nas suas operações de logística? O segredo para o sucesso dessa atividade está em aliar praticidade e tecnologia para realizar procedimentos com rapidez e excelência.

Se você gostou deste artigo e quer ficar por dentro de novidades sobre gestão de frotas e logística, assine a newsletter do nosso blog.

Posts relacionados